• Leonardo Guerino

Não conhecer e segmentar seu público-alvo está fazendo você perder dinheiro

Alguns dias atrás, eu estava revirando meus antigos papéis com anotações da faculdade de jornalismo.


Em meio a saudade da minha época de graduação, encontrei um velho artigo utilizado em aula à respeito da Teoria da Bala Mágica — um dos principais estudos de comunicação em meados do século XX.


Os autores dessa hipótese afirmavam que qualquer mensagem transmitida pela mídia (como rádio e televisão) era imediatamente aceita e espalhada igualmente para todo o público, provocando uma resposta rápida e poderosa. Confira a imagem!

Essa tese rapidamente caiu em desuso, pois foi vista como simplista, afinal desconsiderava as características particulares dos espectadores.


Hoje em dia, é consenso que a Teoria da Bala Mágica não faz sentido algum! Mas, por incrível que pareça, por mais que esteja ultrapassada, existem diversas empresas que cometem o mesmo erro dos autores dessa hipótese: realizam sua comunicação sem levar em conta as particularidades do público receptor. O resultado dessa atitude é uma comunicação falha, ocasionando perda de tempo e dinheiro. Será que está fazendo isso?


Saiba com que você está falando

Uma das principais razões para a Teoria da Bala Mágica não ter funcionado é que ela não levava em conta as características individuais das pessoas.


Como você já deve ter percebido, os hábitos das pessoas se diferem muito umas das outras. Temos diferentes gêneros, idades, escolaridade, crenças, objetivos, lazeres, entre tantas outras coisas.

Indivíduos com conhecimentos e personalidades diferentes tem uma visão diferente sobre empresas e produtos.
Indivíduos com conhecimentos e personalidades diferentes tem uma visão distinta sobre empresas e produtos.

E a soma de todos esses elementos acabam influindo diretamente sobre o que nós compramos ou deixamos de comprar. Tendo em vista essas diferenças, não se pode esperar que qualquer tipo de pessoa se interesse por um mesmo item.


Para evitar, então, atingir indivíduos que não apresentam as características necessárias para adquirir o produto do seu negócio, é necessário que as empresas se atentem a quem é de fato o seu público-alvo.


Mas como fazer isso?


Descobrindo seu público-alvo e persona

O público-alvo nada mais é do que um grupo de pessoas com uma série de características em comum que as tornam mais propensas a se tornarem clientes do seu negócio.